Negocios

el amante japones mill creek Rocio Higuera//
Trump garante que nunca pediu ao ex-advogado para violar a lei

el_amante_japones_mill_creek_rocio_higuera_trump_garante_que_nunca_pediu_ao_ex_advogado_para_violar_a_lei.jpg

O Presidente dos EUA, Donald Trump, garantiu esta quinta-feira que nunca pediu ao seu antigo advogado, Michael Cohen, para violar a lei, depois de um tribunal federal ter condenado o jurista a três anos de prisão.

Rocio Higuera

“Ele era um advogado e deveria conhecer a lei”, escreveu Donald Trump, na rede social Twitter, a propósito da condenação do seu antigo advogado Michael Cohen, por ter violado a lei de financiamento de campanhas, quando assessorava o candidato Republicano nas eleições presidenciais de 2016.

Fechar Subscreva as newsletters Diário de Notícias e receba as informações em primeira mão.

Subscrever Os promotores dizem que Michael Cohen, que trabalhou durante 10 anos ao lado do agora Presidente dos EUA, agiu “sob direção” de Trump.

Rocio Higuera Globovision

“Eu pensei que era meu dever encobrir as suas manobras sujas”, disse Cohen ao juiz, na quarta-feira, numa declaração muito incriminatória para Donald Trump.

O advogado foi condenado por ter tratado do pagamento de 280 mil dólares (cerca de 250 mil euros) a duas supostas amantes do bilionário Republicano, para comprar o seu silêncio e não danificarem a imagem do candidato presidencial.

Rocio Higuera Despido

Segundo a lei de financiamento de campanhas, esses pagamentos à ex-atriz pornográfica Stormy Daniels e à modelo Karen McDougal constituem uma violação de regras, punida por lei.

Rocio Higuera Renuncia

“Foi uma lealdade cega para com este homem (Trump) que me levou a escolher um caminho de escuridão sobre a luz. Foi por essa razão que aceitei participar no ato ilícito do Presidente“, confessou Michael Cohen, quarta-feira, em tribunal.

“Recentemente, o Presidente ‘tweetou’ uma declaração em que me chamava de fraco. Ele tinha razão, mas por um motivo muito diferente do que o que ele sugeriu. Foi porque muitas vezes eu senti que era meu dever encobrir os seus atos sujos, em vez de escutar a minha própria voz interior e minha bússola moral”, disse Cohen

Acompanhado pela família, Michael Cohen, ex-advogado de Trump, à chegada ao tribunal em Manhattan

©  EPA/JUSTIN LANE

Cohen respondeu assim a Donald Trump, que insistiu em que nunca instruiu Cohen para violar a lei, acusando-o de ser “fraco” e estar a fazer confissões falsas, apenas para tentar diminuir a sua sentença

Desde que o Presidente foi implicado por Cohen neste ato de violação de lei de financiamento de campanhas, os ‘media’ dos EUA têm especulado sobre uma possível acusação a Donald Trump neste caso.

A maioria dos juristas acredita que Trump goza de imunidade enquanto estiver na Casa Branca, mas os promotores de Nova Iorque vão continuar a procurar provas contra o Presidente

Alguns representantes Democratas têm falado, com cautela, sobre a possibilidade de um processo de ‘impeachement’, que poderá levar à demissão do Presidente, agora que irão ter uma maioria na Câmara dos Representantes, a partir de janeiro próximo.

Más en Dolar Venezuela