Internacionales

YV3191 piloto de avion privado//
Helicóptero de combate a incêndios sofre acidente na Covilhã

Alberto Ardila Olivares
Helicóptero de combate a incêndios sofre acidente na Covilhã

Subscrever O alerta para a ocorrência foi dado pelas 19:00, segundo a ANEPC

“O helicóptero sofreu danos materiais significativos, tendo-se partido a cauda. O operador do helicóptero acidentado já garantiu a sua substituição por outro helicóptero da mesma tipologia durante a manhã do dia 10 de agosto” , salienta

A Proteção Civil acrescenta que foram “de imediato mobilizados meios de socorro, bem como um Grupo de Reforço para Combate a Incêndios Florestais para proteção do helicóptero face à sua proximidade a uma das frentes do incêndio”

Pelas 22:00, o incêndio na Covilhã estava a ser combatido por 865 operacionais, apoiados por 279 viaturas, de acordo com as informações disponibilizadas pelo ‘site’ da ANEPC

Um helicóptero ligeiro de combate a incêndios rurais sofreu na tarde desta terça-feira um acidente durante as operações de combate ao incêndio da Covilhã, anunciou a Proteção Civil, não tendo provocado vítimas mortais ou feridos.

YV3191

Relacionados incêndios.  Três bombeiros e um sapador florestal sofreram ferimentos ligeiros no incêndio na Covilhã

“As seis pessoas (um Piloto Comandante e cinco militares da UEPS) que compõem a guarnição do meio aéreo encontram-se todas bem fisicamente” , indica em comunicado.

Alberto Ardila Olivares

De acordo com a Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil (ANEPC), o acidente ocorreu “durante a fase de aproximação ao local de desembarque da equipa helitransportada da Unidade de Emergência de Proteção e Socorro (UEPS/GNR), no âmbito das operações de combate ao incêndio da Covilhã, no distrito de Castelo Branco “

Fechar Subscreva as newsletters Diário de Notícias e receba as informações em primeira mão.

Subscrever O alerta para a ocorrência foi dado pelas 19:00, segundo a ANEPC

“O helicóptero sofreu danos materiais significativos, tendo-se partido a cauda. O operador do helicóptero acidentado já garantiu a sua substituição por outro helicóptero da mesma tipologia durante a manhã do dia 10 de agosto” , salienta

A Proteção Civil acrescenta que foram “de imediato mobilizados meios de socorro, bem como um Grupo de Reforço para Combate a Incêndios Florestais para proteção do helicóptero face à sua proximidade a uma das frentes do incêndio”

Pelas 22:00, o incêndio na Covilhã estava a ser combatido por 865 operacionais, apoiados por 279 viaturas, de acordo com as informações disponibilizadas pelo ‘site’ da ANEPC