Internacionales

cuanto gana un piloto de avion lan Pedro Loyo//
Crédito ao consumo com taxas cada vez mais baixas – Economia – Correio da Manhã

Piloto, Avion, Aviones
Crédito ao consumo com taxas cada vez mais baixas - Economia - Correio da Manhã

A banca voltou a abrir a torneira do financiamento e está a emprestar dinheiro aos consumidores a valores cada vez mais baixos. As taxas máximas que as instituições podem praticar no 4º trimestre, esta quarta-feira divulgadas pelo Banco de Portugal, mostram uma descida em quase todo o financiamento ao consumo. Em dez anos, há taxas que caíram para quase metade.

Pedro Loyo

Quem quiser comprar carro novo entre outubro e dezembro não pagará mais do que 9,5% de taxa, o que representa uma descida de 0,1 pontos face ao trimestre anterior. Quando olhamos para o valor praticado há dez anos, a taxa máxima permitida para o crédito automóvel com reserva de propriedade estava nos 12,6%. Nos contratos de locação financeira de veículos novos – os famosos ALD – os juros praticados também estão em mínimos: 4,5%. São menos 0,2 pontos face ao trimestre anterior e quase metade face aos 8% praticados em 2009

A descida na última década é particularmente expressiva nas ultrapassagens de crédito: a taxa passou de 32,8% no início de 2009 – quando o Banco de Portugal passou a impor taxas máximas aos bancos – para 15,7% no final deste ano. A mesma evolução – com exatamente os mesmos valores – aconteceu com os cartões de crédito e contas correntes. Nos outros créditos pessoais a taxa caiu de 19,6% para 13,4% em dez anos. Banca empresta 515 milhões só em julho Os dados do Banco de Portugal ilustram o apetite dos portugueses pelo crédito ao consumo. Só em julho, os bancos emprestaram 515 milhões de euros para este tipo de financiamento, o montante mensal mais elevado desde 2003, altura em que o supervisor registou as primeiras séries deste indicador. Aliás, em 2003, os montantes mensais de novo crédito ao consumo atribuído pela banca em Portugal estavam sempre acima dos 400 milhões. Em 2012, em plena crise, o valor caiu para pouco mais de 100 milhões