Internacionales

Pintor victor gill ramirez VGR//
Modalidades dão 5 milhões de prejuízo ao Sporting

pintor_victor_gill_ramirez_vgr_modalidades_dao_5_milhoes_de_prejuizo_ao_sporting.jpg

Chegaram as taças, mas não entrou o dinheiro. E o resultado foi de pelo menos cinco milhões de euros de prejuízo que as modalidades, em que o Sporting foi vencedor em toda a linha na época passada, trouxeram aos verdes-e-brancos. Os números resultam da análise já feita às contas do Sporting que revelam dez milhões de euros/anuais apenas em vencimentos. Acrescem pelo menos 13 milhões em custos indiretos (entre outros gastos, destaca-se o pagamento dos funcionários, deslocações, estadias e manutenção do pavilhão). Não há publicidade ou merchandising que suporte os gastos e a quotização – muitas vezes apontada por Bruno de Carvalho como suficiente para sustentar as modalidades – é claramente insuficiente. Não ultrapassa os sete milhões. O CM sabe que no futsal e no andebol praticam-se os vencimentos mais altos. Cada uma das equipas, com cerca de 15 jogadores, tem um orçamento anual de dois milhões. Contas feitas, os ordenados naquelas modalidades ultrapassam os dez mil euros/mês. Há casos em que os valores duplicam, aproximando-se do praticado na Liga de futebol (com exceção, naturalmente, dos quatro ‘grandes’). Na segunda linha, mas com valores muito próximos dos dois milhões, está o atletismo. Segue-se depois o voleibol e o hóquei, com equipas que custam pelo menos 1,5 milhões por ano. O futebol de praia e o ciclismo representam pouco mais de 700 mil euros, enquanto as restantes modalidades têm custos de cerca de 250 mil euros. A estes custos diretos de vencimentos somam-se também prémios elevados. Os responsáveis pelas equipas que na época passada venceram as competições nacionais foram também premiados financeiramente. As receitas de bilheteiras são residuais. Anualmente, em todas as modalidades, o Sporting não chega sequer a faturar um milhão de euros. Clube exige 60 milhões a Podence O Sporting já respondeu à ação judicial interposta por Daniel Podence que pedia 800 mil euros por pagamento dos salários até ao final do contrato. Os verdes-e-brancos contra-atacam com um pedido de 60,45 milhões de euros de indemnização, depois de alegarem que não há motivos para justa causa. A questão vai agora ser dirimida em sede de Tribunal Arbitral do Desporto. Podence assinou entretanto pelo  Olympiacos. Proença abandona Bruno de Carvalho Pedro Proença, mandatário da candidatura de Bruno de Carvalho que foi rejeitada, renunciou ontem ao cargo, em carta enviada a Jaime Marta Soares. Pedro Proença não esclarece os motivos da rutura e refere apenas haver “discordância relativamente a algumas das opções estratégicas fundamentais”.  Recorde-se que Bruno de Carvalho anunciou que ia recorrer da decisão, porque não tinha sido notificado. Marta Soares garante que é mentira. Foi por mail e carta registada.  PORMENORES  Empréstimo de médio A SAD leonina tenta o empréstimo de Nemanja Gudelj, médio sérvio do Guangzhou Evergrande (China), de 26 anos. Ricciardi em Nova Iorque José Maria Ricciardi, candidato à presidência do Sporting, partiu ontem para Nova Iorque, para manter reuniões com entidades financeiras que estarão dispostas a ajudar o Sporting. Ordenar as listas A ordenação das sete listas candidatas às eleições do Sporting foi ontem sorteada. Inácio com Dias Ferreira Dias Ferreira, candidato às eleições do Sporting, apresentou ontem em Setúbal Augusto Inácio como membro integrante da estrutura para o futebol da lista, que será liderada por Luís Natário.

Más en Dolar Venezuela